Colora minha vida com o caos do problema
Olhe pra mim. Diga o que vê. Diga que cheiro tem. Diga meu sabor. Diga os meus segredos. Diga sobre minhas lutas. Diga sobre meus sonhos. Diga sobre meus defeitos pautados com as qualidades. Diga sobre meus medos, temores, ardores, vazios. Diga sobre meus calores e frios. Diga sobre um ser inconstante, pesaroso, desacreditado, fraqueado. Diga sobre um ser desmotivado, carrasco de seus próprios atos. Diga sobre um ser que se vê sem saída, sem ar, sem refúgio. Diga sobre um ser borrado, duvidoso, dividido, pautado, subtraído. Diga sobre um ser que tanto quer sair da penúria de apenas existir, mas que se vê sem opções para isso. Diga sobre um ser tão argumentado, mas tão pouco explorado. Diga sobre o asco que permeio em mim mesmo, dessa desmotivação, dessa fraqueza, dessa morte em que se ainda respira. Diga tudo o que conseguir sobre mim sem que seu estômago embrulhe, diga sem pausa, sem medo, sem contenção, apenas diga. E se por ventura você ainda viver ou conseguir me olhar nos olhos, por favor, fique, pois será de você que eu vou precisar, pra não totalmente, desabar.

O meu gosto é tão simples. Se não faz rir, não quero.

Me enfiei em casa e não saí. Um desgosto. Leio o tempo todo. Ouço música. Tento escrever, mas não sei se quero ou se preciso, e não consigo. Umas carências.

Sereno é quem tem a paz de estar em par com Deus.

Los Hermanos. 
É necessário ter paciência, para que depois de haverdes feito a vontade de Deus, possais alcançar a promessa. Porque ainda um pouquinho de tempo, e o que há de vir virá, e não tardará.

theme
1 / 363 NEXT